Goiânia

Histórico

Goiânia teve a pedra fundamental lançada em, 24 de outubro de 1933, durante o primeiro governo Vargas para substituir a Cidade de Goiás como capital do Estado, em 1937. Fruto da expansão capitalista e expansionista do início do século XX, Goiânia surgiu da necessidade de uma nova sede administrativa para o Estado de Goiás, que naquela época vinha se destacando economicamente e se inserindo na indústria e no mercado nacional.


Historicamente falando, a construção de Goiânia e a transferência da capital podem ser analisadas como uma estratégia de poder do então interventor federal Pedro Ludovico Teixeira, representante dos ideais políticos da era Vargas em terras goianas. Na cidade de Goiás o poder político estava nas mãos das antigas famílias de coronéis, era necessária, então, a transferência da capital como forma de consolidar os ideais do Estado Novo, inserir Goiás na economia de mercado e, também, facilitar os planos políticos nacionais da época, como por exemplo, a Marcha para o Oeste, que visava abrir caminhos para o progresso, primeiramente, na região Centro-Oeste e, posteriormente, na região norte do país.


Assim nasceu Goiânia, do projeto de Attilio Corrêa Lima, planejada com uma concepção radial concêntrica (ruas em forma de raio, tendo como centro a praça cívica), um traçado urbanístico no estilo art-déco, como as cidades-jardins europeias do século XIX, com praças, passeios públicos, parques, avenidas retas e largas.


Goiânia foi ponto de apoio na construção da Capital Federal, o que colaborou com o rápido desenvolvimento da região. O eixo Goiânia-Brasília, apresenta uma das maiores concentrações populacionais e consumidoras do país, com mais de 6 milhões de habitantes numa estreita faixa de 200 quilômetros de extensão, tornando-se assim, o terceiro maior aglomerado populacional do Brasil.

A Capital

A cidade de Goiânia, embora com uma história recente, oferece uma diversidade de atrativos que encantam seus moradores e visitantes. Cidade aberta, ecumênica, bela, multicultural, de gente bonita e empreendedora, oferece aos seus visitantes um rico patrimônio histórico, clima privilegiado e uma natureza preservada. A capital é a maior cidade do Estado de Goiás, com aproximadamente 1.318.148 habitantes (IBGE 2011), o que a torna a segunda maior e mais populosa cidade da região Centro-Oeste, atrás apenas de Brasília.

Situada no coração do Brasil, está equidistante das demais regiões do país e, desta maneira, nossa capital é sinônimo de fácil acesso a tudo. Goiânia é um dos maiores polos de turismo de negócios e eventos do país, está entre as cinco cidades brasileiras com menor custo de vida e entre as sete com melhor qualidade de vida.

Se há uma coisa que em Goiânia sabemos fazer bem é receber nossos visitantes. Ao chegarem aqui, as pessoas se surpreendem com a hospitalidade da nossa gente. Em cada canto, tem sempre alguém pronto para acolher os visitantes de braços abertos. E para receber tão bem, contamos com uma especializada estrutura turística, com excelente rede hoteleira, ótimos restaurantes, bares, museus, teatros, boates, parques, cinemas, centros de compras, o Centro de Convenções de Goiânia, um dos mais modernos e completos da América Latina, e, ainda, o Centro Cultural Oscar Niemeyer, palco de eventos nacionais e internacionais

Goiânia possui também peculiaridades excepcionais: um dos maiores acervos arquitetônico e urbanístico art-déco do mundo está aqui. Somos também referência mundial na área de saúde.

A cidade é espetacular para Congressos, compras e lazer urbano e você precisa também conhecer as belezas naturais que temos à nossa volta.  A pouco mais de uma hora de carro há paisagens exuberantes, cidades históricas, águas termais, rios, lagos, cachoeiras e natureza por todos os lados. São as paisagens exóticas do Cerrado e belezas de Goiás.

Goiânia é fruto de uma ideia de progresso, uma necessidade natural de mudança e de crescimento. Venha se surpreender com a nossa hospitalidade!

Texto: GC&VB